Porque é bonito!

EQUILIBRISTAS E ACROBATAS .

"Viver é isso: ficar se equilibrando o tempo todo, entre escolhas e consequências." disse Jean-Paul Sartre. Na realidade, somos todos acrobatas, como o violinista que toca no telhado se equilibrando pra não cair. "Viver é coisa perigosa" disse Guimarães Rosa, é mesmo, muito perigosa. Desde que vi o filme "Man on Wire" (O equilibrista) http://www.imdb.com/title/tt1155592/, eu que morro de medo de altura, me deu vontade de fazer uma série de esculturas de acrobatas. Sim, somos todos acrobatas se virando para sobreviver sobre a corda bamba da vida, mas acrobatas de verdade fazem isso com amor, com coragem, com muito trabalho e dedicação extrema. Acrobatas se atiram no espaço, treinam exaustivamente, se entregam à vida.

Quando a polícia e jornalistas perguntaram ao Philippe Petit, por que é que ele tinha atravessado sobre um cabo de aço, de uma torre para outra no World Trade Center, e para fazer isso tinha corrido o risco de morrer e de ser preso, ele respondeu: "There is no Why. Because it's beautiful."  Ele nunca pensou se deveria ou não, por quê deveria ou não, quais os riscos, o que ele iria ganhar fazendo aquilo. Ele não duvidou. Fez porque TINHA QUE FAZER. Isso é arte. Você faz porque tem que fazer, algo te empurra, algo te obriga e voce não descansa enquanto não faz. Depois a gente vê o que acontece. Philippe Petit atravessou as torres gêmeas sobre um cabo de aço e foi preso em 1974. Em 2001 derrubam as torres gêmeas. O compositor alemão  Stockhausen teria dito que o bombardeio das torres do WTC foi a "maior obra de arte do século".

Não, a maior obra de arte, (se é que existe isso), foi a travessia de Philippe Petit.

Em destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone Twitter

© 2018  by Edgar Duvivier | Proudly created with Wix.com